É investidor? Atenção à próxima sexta-feira.


Os investidores precisam de estar atentos aos indicadores económicos para poderem tomar decisões de entrada ou retirada do mercado. Estes indicadores económicos são libertados a dias e horas programados para que todos tenham acesso à informação ao mesmo tempo e ninguém tenha vantagem sobre outros investidores.


Assim, todos ficam a aguardar nas datas programadas essa informação para poder prever a movimentação da economia e por inerência, o movimento dos preços nos mercados financeiros.


Destes indicadores económicos, o NonFarm Payroll é dos mais importantes.

O que é NonFarm Payroll


O NonFarm Payroll, ou seja a folha de pagamento não-agrícola, é um termo usado nos EUA para se referir a qualquer trabalho, com exceção do trabalho agrícola, auto-emprego e emprego por famílias particulares, organizações sem fins lucrativos e agências militares e de inteligência. Proprietários também são excluídos. Os relatórios da Agência de Estatísticas do Trabalho dos EUA acompanham de perto os dados mensais sobre as folhas de pagamento não-agrícolas, como parte de seu Relatório da Situação do Emprego. A mudança no número total de folhas de pagamento não-agrícolas em comparação com o mês anterior é usada como um indicador de saúde económica.

O NonFarm Payroll é reportado na primeira sexta-feira do mês, com exceções ocasionais, às 13h30 (hora de Lisboa). Os dados são usados ​​para ajudar os formuladores de políticas e economistas a determinar o estado atual da economia e prever níveis futuros de atividade económica.

Por que o relatório do NonFarm Payroll é importante?

A principal estatística relatada a partir do relatório de folha de pagamento não agrícola é o número de trabalhos adicionais adicionados em relação ao mês anterior. O relatório também contém muitos insights valiosos sobre a força de trabalho que têm um impacto direto sobre o mercado de ações, o valor do dólar americano e o preço do ouro. O relatório de folha de pagamento não agrícola é uma ferramenta importante usada para determinar a saúde geral da economia. O total da folha de pagamento não-agrícola é responsável por aproximadamente 80% dos trabalhadores que produzem todo o produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos.

O relatório de folha de pagamento não agrícola mostra estatísticas de desemprego para a força de trabalho dos EUA. Isto é comunicado através de uma taxa de desemprego global, uma taxa de desemprego de longa duração e uma taxa de desemprego jovem. A taxa de participação na força de trabalho também é uma estatística chave usada para determinar a verdadeira taxa de desemprego do país.

As estatísticas da folha de pagamento não agrícola também mostram quais os setores que estão a gerar mais emprego. A lista de setores do relatório inclui serviços profissionais e empresariais, assistência médica, atividades financeiras, setor mineiro, construção, manufatura, comércio, transporte e armazenagem, informação, lazer e Estadias. Essa divisão é frequentemente usada por analistas de ações para prever quais as ações e setores têm fortes relatórios de lucros.



O relatório também contém a semana média de trabalho, o salário médio por hora e o crescimento salarial. O relatório de cada mês pode incluir revisões de relatórios anteriores.

O melhor mês para o crescimento salarial é geralmente maio, com uma média de 129.000 empregos adicionais. Agosto é o pior mês, com uma média de 69.000 empregos adicionais. O ano de 1994 foi o melhor já registrado, com 3,85 milhões de empregos adicionados. Naquele ano, os ganhos foram reportados em todos os relatórios mensais de folha de pagamento não-agrícola. Em 2009, a força de trabalho perdeu 5,05 milhões de empregos, marcando o pior ano estatístico para a folha de pagamento não-agrícola. Enquanto isso, em 2017, o crescimento do emprego em folha de pagamento totalizou 2,1 milhões, comparado a um ganho de 2,2 milhões em 2016.


É um investidor em mercados? Então não se esqueça do NonFarm Payroll. Precisa de ajuda para saber como investir para obter lucro no mercado? Fale connosco preenchendo o formulário.


231 visualizações
Alunos
Broker
Contactos
  • Facebook App Icon
  • Twitter App Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

 Os CFD são instrumentos complexos e apresentam um risco elevado de perda rápida de dinheiro pela alavancagem. Entre 74% e 89% das contas de investimento de investidores particulares perdem dinheiro em trading de CFDs. Deve considerar se compreende a forma de funcionamento dos CFD e se pode correr o elevado risco de perder o seu dinheiro.

© 2020 Todos os direitos reservados para Futuros Infinitos Academy